Racismo tem limites

terça-feira, 30 de junho de 2009 ·

Em um bar extremamente racista de um bairro branco dos Estados Unidos, um negro muito bem vestido entra e senta em uma mesa.

Ou melhor, em uma cadeira. Todos os brancos que estão no bar olham atravessado pra ele e o garçom, que também é branco, fica sem saber o que fazer e vai falar com o gerente, outro branco:

— Senhor Bill! Um negro acabou de entrar no nosso bar. O que eu faço?

— Calma, Joe — alertou o gerente — Faça o seguinte: Cobre 10 dólares para a primeira cerveja que ele pedir, depois 20, 30... e vá aumentando! Até ele desistir e ir embora!

Duas horas depois o garçom volta a falar com o gerente:

— Chefe, não sei mais o que fazer! O cara pagou 150 dólares pela última cerveja e já pediu mais duas!

— Então o que você está esperando? — gritou o gerente — Manda logo esse monte de brancos pra fora daqui!

1 comentários:

John Coktostin disse...
12 de novembro de 2010 14:57  

É incrível como as pessoas podem ser racista. Isso é uma história triste, mas é bom que o homem não deixar o preço do show da cerveja que ele não é digno de estar nesse bar.